Eu não tenho…

Então foca-te no que tens! 🙂

Há a grande tendência para nos focarmos no que não temos, no que nos falta, no que faríamos se… no que faremos quando… Concordas?

O momento certo para começar é AGORA com o que TEMOS no momento. E este TEMOS vai muito

além do ter material, do ter palpável. Engloba o nosso SER e SABER.

O que temos hoje podemos deixar de ter um dia destes mas o que somos e o que sabemos só depende de nós e permanece e evolui connosco. Este raciocínio faz sentido para ti?

Consegues identificar que recursos tens disponíveis que podes começar a usar hoje mesmo?

Queres uma ajuda? Faz uma lista para cada ponto abaixo:

*As minhas qualidades/defeitos/características pessoais – quem SOU

*Os meus conhecimentos – o que SEI e/ou SEI FAZER

*Quem conheço que me pode ajudar – quem CONHEÇO

*Recursos físicos – o que TENHO

 

Para te ajudar com mais algumas dicas espreita no canal Com M Grande o vídeo que fiz a propósito deste tema!

Partindo destes pontos, deixo-te um desafio: cria uma lista com os teus 30 recursos e partilha aqui nos comentários ou no nosso grupo Grow com M grande.

Mariana Matos

Usa os obstáculos a teu favor

Por vezes parece impossível, parece que tudo e todos estão contra nós, parece que nada resulta! Já sentiste isso? O que fazes nesses momentos?

Sei que parece difícil (e por vezes é mesmo) mas é importante que procures ver os obstáculos que te vão surgindo como desafios que te ajudam a melhorar e a superares-te a ti própria. Parece-te possível?

Ouve no vídeo abaixo a história que partilho contigo e deixa o feedback nos comentários ou no nosso grupo Grow com M grande!

 

Sei para onde vou?

Definires corretamente os teus objetivos é meio passo para o sucesso!

Não sabes por onde começar? Eu vou ajudar!

Numa abordagem simples os objetivos devem ser:

  • CONCRETO – deves conseguir descrever ao pormenor como se estivesses a ver a fotografia do que pretendes
  • MENSURÁVEL – deves atribuir números concretos (tempo, quantidade, valor…)
  • BALIZADO – com um prazo para alcançar muito concreto (dia, mês, ano)
  • POSITIVO – formula o teu objetivo pela positiva (usa termos como aumentar em vez de perder; construir em vez de acabar/terminar…)
  • DESAFIANTE – deve ser possível mas exigente. Deve obrigar-te a ir mais além, a sair da zona de conforto

Há mais alguns pontos que podes considerar mas diria que com estes já criarás objetivos bem ajustados e definidos.

Queres ajuda? Deixa nos comentários ou partilha no grupo um objetivo para que te possa ajudar a formular se for o caso de ser necessário 😀

Mariana, a tua Life Designer

É [IM]POSSÍVEL! SERÁ?

São tantas as oportunidades perdidas simplesmente porque achamos ser muito difícil ou até impossível!

Quantas vezes ao longo da vida já repetiste algumas das afirmações abaixo? E muitas vezes em situações de grande importância.

“Não consigo”, “Eu não sou capaz”, “Nunca experimentei, de certeza que não vou conseguir”, “Eu nunca conseguiria”, “Isso é impossível”, “Fiz sempre desta forma!”.

Será isso uma desculpa? Uma forma de te manteres exatamente onde estás, na tua área de segurança e conforto? Se assim é, que alterações esperamos na vida se continuas a manter-te no que é conhecido?

Sabes que o nosso cérebro (mais concretamente o sistema de ativação reticular – SAR) não distingue acontecimentos reais de imaginários? O que te parece que acontece se lhe disseres constantemente que não “és capaz”? Vai acabar por acreditar e vai proporcionar-te cada vez mais momentos que parecem comprovar isso mesmo. Já sentiste isto em algum momento?

Se queres que o teu SAR trabalhe corretamente e de acordo com o que pretendes alcanças mostra-lhe isso mesmo! Programa-o! Como podes fazer isso? Fica atenta às próximas publicações… vou falar-te de algumas ferramentas, nomeadamente as afirmações positivas, a visualização e o princípio de deslocamento para criar novos hábitos e crenças 🙂

Faz-te sentido? Já tinhas pensado nesta questão sob esta perspetiva?

Acede ao grupo para partilhares as tuas dúvidas e reflexões!

Mariana, a tua Life Designer